Tiradito

[26 abr 2017 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Tiradito de atum, uma das entradas di Rubaiyat (Foto: Pedro Mello e Souza)

Não procurem nos dicionários. Tiradito é paladar de grandes delicadezas mesmo sem maiores refinamentos. Não está entre os verbetes dos veneráveis compêndios da Real Academia Espanhola, que diz, porém, que “tirado” é coisa barata ou de fácil obtenção. Concordamos com eles, agora que os restaurantes peruanos proliferaram e, com eles, a fusão da cultura andina com a da imigração japonesa – sim, o êxodo japonês por lá foi tão grande (e sofrido) quanto no Brasil.


La Carioca e os tiraditos de polvo (Foto: Pedro Mello e Souza)

O resultado é o meio termo entre um sashimi e um ceviche, já que o peixe, normalmente os brancos, levam a cura pela pimenta e pelos sumos do limão e do yuzu, mas é cortado em fatias longas e muito finas para o serviço à minuta. A única tentativa de regulação, a proibição da cebola, já foi alegremente abolida há muito tempo, como nesse caso do Rubaiyat, da foto do alto, com atum. Ou o do La Carioca, da foto acima, em que o polvo no ponto perfeito sof ainda mais o que era para ser fácil.

 

 

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *