joomla site stats
Tag: Carnes
 
As carnes e seus vinhos
[21 mar 2017 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

    VINHOS, O NOVO PECADO DA CARNE Como diferentes uvas transformam dão nova grandeza a seu churrasco   Pedro Mello e Souza   O outono é uma temporada emblemática para os vinhos. Mais do que isso, é um ícone. E não somente porque é a época das colheitas no hemisfério norte, mas também porque [ Leia mais… ]

 
O grande palmito
[10 ago 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Muitos restaurantes têm o seu tipo de palmito. Alguns mais doces, como os clássicos juçara, que eram tão comuns nas antigas churrascarias. Ou os de açaí, mais gastronômicos do que aquela lama que a fruta proporciona. Outras, mais amargas, umas menos, como a pupunha, outras mais, como a guariroba dos goianos. No Rio, nenhuma supera [ Leia mais… ]

 
Modo de usar: Giuseppe Grill
[3 ago 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Minha formação no mundo das carnes será sempre incompleta. Os cortes e seus efeitos em fornos e grelhas sempre vão me devorar com seus enigmas, infinitos e insolúveis nas quantidades, nas fórmulas, nas qualidades e nas quantidades. Nesse ano, o  Giuseppe Grill completa nove anos e é um dos poucos pontos em que ainda encontro [ Leia mais… ]

 
Vinhos – O novo pecado da carne
[15 mar 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

VINHOS O NOVO PECADO DA CARNE   Como diferentes uvas transformam e dão nova grandeza a seu churrasco   Pedro Mello e Souza   O outono é uma temporada emblemática para os vinhos. Mais do que isso, é um ícone. E não somente porque é a época das colheitas no hemisfério norte, mas também porque [ Leia mais… ]

 
Marsala e o filé à Rossini
[17 jan 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

    Filetto alla Rossini al marsala Paolo Lavezzini, Fasano al Mare. Rio de Janeiro   Ingredientes para duas pessoas:   180gr de file mignon de bife 60gr de foi gras em escalope 100gr de rostie de batatas 3 asparagos verdes 1 fatia de pancetta Pão de miga Roti de carne Lascas de trufa negra [ Leia mais… ]

 
A língua das carnes
[8 jan 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

  “A superfície é dourada e se mantém crepitante; a lâmina da faca desce fácil e suave; e o paladar invade a boca, em um complexo de texturas finas, de suculência perfumada e de aromas e sabores intensos e elegantes. Já na primeira garfada, o comensal pára por alguns segundos e fecha os olhos. E [ Leia mais… ]

 
Queixada de volta?
[18 set 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Há dois anos, essa queixada assada entrava no menu da Roberta Sudbrack. Das indas e vindas, de provas em provas, decidi que esse era, para mim, o prato do ano no Rio de Janeiro. E o maior que ela já fez, competindo apenas com o porquinho de fogo lento e o ovo caipira com crumble [ Leia mais… ]

 
O gado na nossa língua
[30 ago 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

O pessoal que gosta de comer e beber bem está evoluindo mesmo. Com os vinhos, por exemplo, a coisa passou rapidamente das duas pobres opções disponíveis, tinto e branco, para uma olhada bem mais atenta, mesmo pelo leigo, que, mesmo sem saber do que se trata, pergunta qual a uva daquele vinho que vinho que [ Leia mais… ]

 
A lenda do quibe cru
[25 ago 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

O quibe cru é uma daquelas vítimas do bairrismo cultural e, por consequência trágica, do culinário. Conhecê-lo como o steak tartare árabe é a mesma injustiça de denominar o cassoulet como a feijoada francesa. Aos motivos: originalmente, o ‘kibbeh nayeh’, interpretação mais comum de كبة نيئة, é tradição, sírio-libanesa muito anterior à criação do tartare [ Leia mais… ]

 
Carvão ativado
[1 jun 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Engraçado como os nomes de casas de carnes, steak houses e seus congêneres privilegiam mais o ingrediente, o fogo, o forno e a grelha – e menos o fundamento do preparo, o carvão. O chef Carlos Bertolazzi desfez a injustiça com a chegada do Carbone, um steak house de gravata frouxa, em que os rigores [ Leia mais… ]

 
La bataille au poivre
[23 mar 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Pesquisa rápida sobre o steak au poivre me deixou com fome e exausto. Achei que fosse uma receita simples e quebrei a cara. São várias as formas de preparo, desde que o prato foi citado, pela primeira vez, nominalmente, em 1930, gerando, entre as duas grandes guerras, uma batalha de egos entre chefs. Desnecessária, pois [ Leia mais… ]

 
Fraldinha não existe?
[10 mar 2014 | Pedro Mello e Souza | 2 comentários ]

Pelo menos para os dicionários tradicionais, a fraldinha, deliciosa, suculenta, corte fundamental para um churrasco digno de menção, não existe. A pesquisa nas versões que eu tenho de Aurélio Buarque de Hollanda e de Antonio Houaiss, que se dizia gourmet, levam a gracejos como fraldilha e fraldicurto. Tentei “fraldão”, mas sem item com relação com [ Leia mais… ]

 
Algum lugar do passado
[10 mar 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Vou dar nova chance. Sempre dei chances ao passado, alegremente, especialmente no caso de um cheeseburguer. Não deu certo, acontece. Mas quando chegamos em uma casa com a chancela Troisgros, não podemos nos dar ao direito de dar instruções, nem sequer aquelas que possam levar alguém ao óbito, como a intolerância alimentar. Exagero, claro. Não [ Leia mais… ]

 
Tradução: vitela
[8 jan 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Não se preocupem com traduções. Em Zurique, Lindenhofkeller tem um significado: vitela. De fato, nada mais macio, delicado, suculento e saboroso do que o corte daquela carne nativa, fresca, que chega generosa, servida com uma panelinha à parte de massinha spaetzli, feita na hora – prefira o molho de mostarda.   Simples, mas não tente [ Leia mais… ]

 
Ovos brulés
[22 dez 2013 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Tudo bem, Alain Ducasse, no Louis XV; Eric Ripert, no Le Bernardin e, agora, David Rumm, no Eleven, fizeram seus brulés, chegou a hora de fazermos o nosso, bem brasileiro. E na mesa, na frente do cliente, com direito a show pirotécnico: são os ovos brulés do Esplanada Grill, fritos como convém, com a gema [ Leia mais… ]

 
Asado de tira
[17 dez 2013 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Assim mesmo, com um S só, como cantam os argentinos. Mas as denominações são várias: tira de assado, costillar, short rib, Miami rib (quando mais fino), costela de tira. Mas o fato é que esse corte que todos curtem mas pouco cobram dos restaurantes está começando a chegar no mercado. Era difícil até mesmo encontrar [ Leia mais… ]

 
Boni: perfil gastrô 2.1
[11 dez 2013 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Existem vários Bonis, no imaginário carioca: o workaholic, o mago da televisão, o visionário da propaganda, o amante do jazz, o entendedor de vinhos e o que ama gastronomia. Perguntado sobre qual seria o Boni segundo ele próprio, surgiu de cara a personalidade do gourmet: “Boni é uma mistura dessas coisas todas, porque, no fundo, [ Leia mais… ]

 
Rueda + Sudbrack
[30 set 2013 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

  Pena que é só um dia, pois valeria a romaria a São Paulo de qualquer parte do mundo para provar o cardápio que Jefferson Rueda e Roberta Sudbrack realizam hoje, em evento especial, no Attimo. Mas o próprio encontro, frequente nos eventos, mas bissexto na cozinha, é uma raridade – melhor: uma exclusividade. Por [ Leia mais… ]

 
Espetos e espetinhos
[15 set 2013 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

O churrasquinho no espeto é um monumento da gastronomia carioca. E de caráter arqueológico, já que está na crônica das ruas do Rio de Janeiro, na arqueologia e na literatura. Era quitute de trabalhadores libertados – ou até de seus senhores empobrecidos. Em qualquer caso, a origem humilde significava riqueza de aromas – o cheiro [ Leia mais… ]

 
Trocando em miúdos…
[5 ago 2013 | Pedro Mello e Souza | 3 comentários ]

Em seu livro Food in History, a historiadora escocesa Reay Tannahill nos traz uma cena diferente das caçadas romanceadas de homens neolíticos. Romancista e gourmet que é, ela imaginou os pequenos prêmios que os caçadores se dariam o direito a degustar, no ato da vitória (ou da conquista, já que disputavam presas já abatidas com [ Leia mais… ]