joomla site stats
Tag: Cervejas
 
Cagole, a periguete
[30 abr 2017 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Se a Provence é famosa pelos vinhos, está se tornando também uma referência em cervejas. Uma delas, a Cogole de Marseille, que homenageia o público feminino mais atiradinho – no dialeto local, “cagole” seria algo como “periguete”.Mas o perigo está restrito ao rótulo, já que a cerveja, fresquiíssima, é uma clássica pilsen, é um dos [ Leia mais… ]

 
Tre Fontane, trapista italiana
[13 fev 2017 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Cereais matinais com carga espiritual. Há menos de um ano, essa cerveja, produzida pelos monges da Abbazia delle Tre Fontane (Abbatia trium fontium ad Aquas Salvias) é a 11a. cerveja trapista do mundo – e a primeira italiana. As tais três fontes teriam brotado dos pontos em que bateram a cabeça de Paulo, quando foi [ Leia mais… ]

 
Shark Attack
[21 jan 2017 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Um dos exemplares de como o Brasil entende as suas extreme beers, de amargor agudo, aromas proeminentes – manga, neste caso desta espetacular cerveja da Mistura Clássica. Mas se temos manga madura, tempos também a manga verde, invocada não pela carga pesada de lúpulos como o amarillo e o mosaic – um pouco do amargor [ Leia mais… ]

 
Wals + Troisgros
[20 jan 2017 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Restaurantes e suas cervejas. Por que esse interesse repentino? Thomas Troisgros respondeu na minha coluna, em O Globo: “Queremos uma cerveja fácil de beber e que tenha uma cara nossa”, resume o chef, um cervejeiro inveterado, que lança o seu primeiro rótulo, a Wäls CT, oficialmente, na quarta-feira, dia 24.   O pedido que passou [ Leia mais… ]

 
Jam Session
[5 out 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

“This jam is not only nutritious, I say yo!, it can be to the groovers, delicious”. Antes da ordem “let’s get cracking”, a sentença: Jam Session é seca, aroma adorável, fresca como uma session antes da jam e o seu morango aromático, nada invasivo. Rosas no nariz, amargor de boa cepa, que refresca mas não [ Leia mais… ]

 
Sorachi Berliner
[11 jul 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Depois da manga no nariz, temos o frescor total no boca, com cítricos do limão – o siciliano da receita – e o amargor da própria manga, mas a verde, uma das características do lúpulo japonês sorachi.O formato lata foi opção do pessoal da Perro Libre, para manter o toque sour dos lactobacilos que integraram o processo, [ Leia mais… ]

 
Perro Libre / Session India Pale Lager
[11 jul 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

  Equilíbrio intencional entre amargores e dulçores. Desequilíbrio idem entre as ideias de lager e indian pale e as de session beers com estilo alemão. São as idas e voltas dessa cerveja que pretende combinar (não confundir com misturar) de um tudo para uma boca fina e um final agradável.   Tem corpo mas mostra também [ Leia mais… ]

 
Natal na garrafa / Solstice d’Hiver
[21 jun 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Essa noite de 20 de junho, passamos pelo solstício de inverno, a mais longa noite do ano. É data celebrada na Europa, em dezembro, e já conhecida pelos romanos como o renascimento do sol invencível – Solis Natalis Invictus, no original, e sim, origem da palavra Natal, a data.   Aqui, poucos deram bola. Mas [ Leia mais… ]

 
O espírito da Achouffe
[25 mai 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Quando a cerveja não dá certo, pode virar algo ainda mais do que certo… Fala, Fabinho, mestre e professor em cervejas da Universidade Herr Pfeffer.   Esprit d’Achouffe é um refinado eau de vie, similar ao grappa, destilada a partir de cinco anos de idade cerveja. É um Destilado de cerveja pronta, o rendimento aproximado [ Leia mais… ]

 
Canadian abbey
[25 mai 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Trois Mousquetaires Doppelbock é uma cervejona canadense, de Québec, uma micro-cervejaria daquelas eleitas, com a mesma justiça que temos, hoje, com uma Mikkeller ou uma DogFish Head. Pesquisam, experimentam, fazem várias, portanto. A experiência acima é pura classe da cerveja belga de abadia: cheia, compotuda, de boca volumosa, generosa, densa para uma cerveja própria para [ Leia mais… ]

 
Say Watt 1
[5 mai 2016 | Pedro Mello e Souza | Um comentário ]

  Os produtores de uísques, conhaques, vinhos e até de cachaças costumam chegar ao Brasil e promover seus eventos com apresentação exigindo passeio completo e o anúncio com as devidas pompas e circunstâncias. Merecidas, até, muitas vezes. Mas com a cerveja, parece que a história muda de guarda-roupa. Que o diga o escocês Jamie Watt, [ Leia mais… ]

 
Panelão americano
[21 mar 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

A cena aconteceu há cinco anos. E lembrava o cenário desconfiado dos antigos filmes de gângsteres, da época da lei seca americana, no melhor estilo da série Boardwalk Empire: dois homens com sacolas grandes e disformes entrando no restaurante, olhos alertas, suspeitando do risco em cada canto. Uma mulher, o contato, os acompanhava, um repórter [ Leia mais… ]

 
Dieu du Ciel Moralité
[20 mar 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

É a quintessência das IPAs, com algum corpo, amargor elegante, frutas presentes mas sem exuberâncias ou exageros. O maracujá é só um traço. Há um quê de cítrico e uma acidez que só se encontram em frutas tropicais como a carambola e algo mais que o lúpulo simcoe possa nosa trazer – e que nos [ Leia mais… ]

 
Green Flash Green Bullet.
[22 out 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Da série “cereais matinais”, que mantenho no Instagram, essa é uma uma cerveja daquelas de rachar a sede e fechar o olho de prazer. Tem acidez, paladar e uma coleção de aromas de frutas várias que devemos a essa conexão California-Nova Zelandia, que foi apresentada em evento no Delirium Café.   Green Flash Green Bullet [ Leia mais… ]

 
Young’s Special London Ale
[27 ago 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

O primeiro gosto que senti em Londres, já com o foco nas cervejas é esse aí, dessa série da Young’s. O travo típico das ales e seus amargores. Aqui, ganha aquele clássico paladar de chá e uma condimentação que o rótulo já denuncia: frutas cristalizadas. No nariz e na boca um quê e um buquê [ Leia mais… ]

 
Goose IPA
[19 ago 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Tem potência, aroma floral e trigueiro, casquinhas de limão no nariz e na boca. O paladar tem aquela secura e aquele frescor de uma IPA típica, com final de amargo que alarga a boca. Manto âmbar, carbonatação densa e uma textura que deixa a boca cheia. Petiscos e o hambúrguer de praxe são aos companhias. [ Leia mais… ]

 
Well’s Banana Bread
[17 ago 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

É comum regar certas sobremesas com bebidas. O baba au rhum é uma delas. Em outras, a bebida integra o conjunto, como no caso do sabayon, em que batemos gemas com vinho de marsala. E há os clássicos bombons com conhaques, que também integram a complexidade de certos bolos. Talvez isso aconteça nos bolos de [ Leia mais… ]

 
Aprazível, a cerveja
[8 ago 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Cerveja com a marca de um restaurante estrelado é coisa rara. Aconteceu com Ferran Adrià. E, agora, acontece com o Aprazível, em Santa Tereza. Famosa pelos vinhos, a casa traz uma gama de cervejas artesanais, em parceria com a cervejaria Röter, do Rio de Janeiro. Começou no ano passado com a Pale Ale, que combina [ Leia mais… ]

 
German IPA?
[5 ago 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

A idade das cervejas alemãs é longa e provecta. A nova idade recomeça com aquilo que o mercado solicita: novidades, especialmente depois que as cervejas inglesas e americanas entraram no nosso mercado sem qualquer cerimônia, apoiadas pelo estilo guerrilheiro de marcas como a BrewDog e a Dogfish Head, a Mikkeller e a EvilTwins. Nesse rastro [ Leia mais… ]

 
Lagunitas, here!
[15 jul 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Há uma cerveja que os beer hunters brasileiros, que conhecem bem a diversidade da cerveja da Califórnia, estão rezando para chegar logo. É a simpática Lagunitas, que, por enquanto, só conseguimos encontrar em eventos como o Mondial de la Bière. Ou em algum ponto em que o dono traga uma caixa debaixo do braço.É tão [ Leia mais… ]