joomla site stats
Tag: Chile
 
As jaibas de Chiloé
[4 dez 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

  O título é complicado, eu sei. Mas vamos aos pontos: Chiloé é uma espécie de Ilha do Marajó chilena, lá no sul, onde fica uma das atrações no estilo Disney: as pinguineras. É uma das atrações do local, que vão do alto dos vulcões ao mar em que os pinguins brincam sem dar a [ Leia mais… ]

 
Clos des Fous / Locura
[18 jun 2016 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Em tradução livre, o rótulo significa “o canto dos malucos”. Esse é o espírito de Pedro Parra, que passou a explorar áreas e terroirs inesperados – altitudes (e atitudes!) mais elevadas, latitudes mais baixas, exposição aos ventos do litoral – para rejuvenescer o vinho chileno, em atitude que batizou de “locuras”.   E Locuras é [ Leia mais… ]

 
A viagem do syrah
[9 mar 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

O fim do verão na Europa traz as excitações e expectativas de duas colheitas para o mundo do vinho. A primeira, claro, a dos vinhedos. A segunda também envolve uvas, mas o terroir é o das livrarias. É nessa época que, quase simultâneos, surgem os dois guias mais vendidos do momento, saindo no mesmo dia, [ Leia mais… ]

 
Rosé campeão
[3 mar 2015 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Seco mas refrescante, elegante mas intenso, aromático de rosas e cerejas, coerentes com a bela cor que lembra um chá de cascas de cebolas. Esse é o Gallardía del Itata, um dos campeões do Annual Wines of Chile Awards, na categoria “rosé”. O teor médio de álcool (13,5°) contribui com o paladar do vinho, um [ Leia mais… ]

 
Montes Cherub
[24 set 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Seco mas cheio, quente e refrescante, tudo ao mesmo tempo, com direito às frutinhas do syrah e uma cor fechada, que traduziria mais um clarete do que o rosé que pretende ser. É como o querubim do rótulo: gordinho, doidão, caliente e cheio de graça. Montes Cherub Rosé de Syrah da seleção de Cecília Aldaz, [ Leia mais… ]

 
Com que vinho, Cecilia?
[7 abr 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

  Cecilia Aldaz Oro (da matéria Com que vinho eu vou?, publicada no Caderno ELA Gourmet, abril de 2014)   Moqueca Rosé seco Um dos desafios com esse prato é fazer frente ao pimentão, ingrediente mas marcante da receita. Por isso, sugiro um vinho rosé muito estruturado, totalmente seco, mas com muita fruta vermelha, como [ Leia mais… ]

 
Com que vinho eu vou, Camila?
[7 abr 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Camila Soares Oui Oui (da matéria Com que vinho eu vou?, publicada no Caderno ELA Gourmet, abril de 2014)   Biscoito Globo Branco seco (salgado) rosé frutado (doce) É salgado ou doce? Na dúvida, vamos escolher também os continentes. Para o salgado, sugiro um branco de pinot grigio e torrontés, de Mendoza, que é seco, [ Leia mais… ]

 
Fraldinha não existe?
[10 mar 2014 | Pedro Mello e Souza | 2 comentários ]

Pelo menos para os dicionários tradicionais, a fraldinha, deliciosa, suculenta, corte fundamental para um churrasco digno de menção, não existe. A pesquisa nas versões que eu tenho de Aurélio Buarque de Hollanda e de Antonio Houaiss, que se dizia gourmet, levam a gracejos como fraldilha e fraldicurto. Tentei “fraldão”, mas sem item com relação com [ Leia mais… ]

 
Neruda e Almaviva
[26 fev 2014 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Remexendo o passado, encontrei um texto que fiz para um vinho chileno, jamais me lembrarei qual. Abri com as impressões de Neruda: “Vino color de día, vino color de noche, vino con pies de púrpura o sangre de topacio, vino, estrellado hijo de la tierra, vino, liso como una espada de oro, suave como un [ Leia mais… ]

 
Alma (sempre) viva
[3 nov 2013 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Remexendo o passado, encontrei um texto que fiz para um vinho chileno, jamais me lembrarei qual. Abri com as impressões de Neruda: “Vino color de día, vino color de noche, vino con pies de púrpura o sangre de topacio, vino, estrellado hijo de la tierra, vino, liso como una espada de oro, suave como un [ Leia mais… ]

 
O-Live: aposta nos dois
[15 jun 2012 | Pedro Mello e Souza | 5 comentários ]

      No rótulo deste belo azeite de oliva, uma informação intrigante: “2 hour fresh”. O significado é simples: depois de duas horas de espremido em lagares da Olisur, no sul do Chile, o O-Live & Co, óleo extra virgem de três tipos de azeitonas, já está embalado e pronto para ser usado.   [ Leia mais… ]

 
Ouro tardio
[27 fev 2012 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

  Parece ouro. E é. Não nos referimos à bela cor dourada que a colheita tardia do sauvigon blanc confere ao Echeverría Late Harvest 2007, mas à medalha que o rótulo conquistou na avaliação da B.T.I. (Beverage Tastings Institute), de Chicago, e divulgado no site da entidade, o Tastings.com.   O resultado da prova do [ Leia mais… ]

 
Maquis Lien
[9 jan 2012 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Quem fala em enólogo, fala em orgulho por uvas adequadas, pelas colheitas na hora certa, pela vinificação precisa, pela maturação judiciosa, pelas combinações milimétricas. Mas poucos falam em meter a mão na terra para a sua análise, seu melhoramento, sua irrigação, enfim, seu potencial para a saúde da vinha.   Um desse poucos é Xavier [ Leia mais… ]

 
Piscologia
[15 jun 2011 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

  Aroma, história e muita festa em torno de um ícone dos bares (Publicada na revista Vogue, em outubro de 2010) Pedro de Mello e Souza   Uma parte de sumo de limão, duas partes de pisco, a clara de um ovo, xarope de açúcar, gelo e duas ou três gotas de angostura. Esses são [ Leia mais… ]

 
Ruca Malen
[7 jun 2011 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

  A imagem do restaurante da Ruca Malen é o próprio reflexo do estado de espírito da equipe da vinícola de Mendoza: instalações de alto nível, investimento em qualidade, aposta na elegância. E alto astral que a turma demonstrou durante os eventos que realizou no Rio (Blason) e em São Paulo (Agussi) para apresentar 7 [ Leia mais… ]

 
Óleos nos óleos
[14 abr 2011 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

Houve um tempo em que a expressão “varietal” era uma característica ligada apenas aos vinhos produzidos com uma única variedade de uvas. Agora, o óleo de oliva também ganha essa personalidade, com a chegada de marcas como o OroMaule e o 1492, uma série monocasta, extraídos de duas cepas espanholas – picual e arbequina – [ Leia mais… ]

 
Viu Manent no Salitre
[21 mar 2011 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]

  José Miguel Viu comandou a apresentação das novidades da chilena Viu Manent, que celebra seus 76 anos de existência, sendo 10 no Brasil, através da importadora Hannover. Ele esteve no Brasil para apresentar as safras 2007 e 2008 das uvas carmenère e malbec do Chile, em jantar exclusivo para a imprensa, no restaurante Salitre. [ Leia mais… ]