Queijo Azeitão

[11 jan 2018 | Pedro Mello e Souza | Sem comentários ]
Folhas espalhadas no outono dos anos, na Quinta da Bacalhoa: base nostálgica para o azeitão, que Portugal importou de... Portugal (Foto Pedro Mello e Souza)

Folhas espalhadas no outono dos anos, na Quinta da Bacalhoa: base nostálgica para o azeitão, que Portugal importou de… Portugal (Foto Pedro Mello e Souza)

Hero breakfast das segundas-feiras: queijo azeitão na colher, tal como concebido por um empresário de Setúbal, que mandou vir tudo o que era necessário para produzir a sua versão da distante Serra da Estrela, das ovelhas e do coalho aos queijeiros, (ditos roupeiros), suas famílias, instrumentais e outros quetais.Importação legitima de um pais chamado Setúbal, de outro, filosoficamente distante,

 

O resultado está aí, na minha frente, escorrendo com a mesma elegância do Moscatel Roxo na mesa longa e farta da Quinta da Bacalhoa, no copo, a acompanhar – e do olhar embevecido de quem o degustar. E o olhar nao engana, ja que a porção é calculada para ser individual. Por mim, seria o início e o fim desse interminavel desjejum matinal no qual todos nos tentamos trasformar nossas vidas.

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *